Time do Arsenal é vendido a bilionário americano

E. Stanley Kroenke assume o controle da tradicional equipe britânica

São Paulo – O Arsenal Football Club tem um novo dono: o bilionário americano E. Stanley Kroenke, que fez fortuna atuando nos ramos imobiliário e esportivo. Por meio da Kroenke Sports Enterprise, o americano elevou sua fatia no Arsenal para 62,89% e passou a controlar sozinho a equipe.

De acordo com a imprensa internacional, a transação avalia o Arsenal em 1,2 bilhão de dólares. Kroenke iniciou sua trajetória no Arsenal em abril de 2007, ao comprar uma fatia inicial de 9,99% do time.

A última transação, que lhe garantiu o controle absoluto da equipe, foi a compra da participação de 16% detida por Danny Fiszman e Nina Bracewell-Smith, ambos membros do conselho do Arsenal.

Por se tornar acionista majoritário, Kroenke será, agora, obrigado a fazer uma oferta pública de aquisição do restante das ações do Arsenal. O magnata russo Alisher Usmanov é o outro todo-poderoso da equipe inglesa, com uma fatia de 27%.

Topo da tabela

Segundo um relatório da Deloitte, o Arsenal foi o quinto maior time de futebol do mundo no ano passado em receita. Foi, também, o segundo maior da Inglaterra, atrás apenas do Manchester United. Seu faturamento alcançou 274,1 milhões de euros, ou cerca de 396,4 milhões de dólares na temporada 2009-2010.

Dentro de campo, o Manchester United também é o seu principal adversário atualmente. A sete rodadas do final do campeonato inglês, o FA Cup, o Arsenal está a sete pontos do rival. Se superar o Manchester United, conquistará seu primeiro troféu do torneio desde 2005.

Kroenke possui uma fortuna de 2,9 bilhões de dólares, segundo a revista americana Forbes. Isso o coloca como o 342º homem mais rico do mundo.