ThyssenKrupp passa de lucro a prejuízo de 460 mi de euros

O resultado foi pior que a previsão de 11 analistas

Frankfurt – A ThyssenKrupp disse que registrou um prejuízo líquido de 460 milhões de euros no primeiro trimestre fiscal, encerrado em 31 de dezembro de 2011, após reportar um lucro líquido de 142 milhões de euros no mesmo período do ano fiscal anterior. O resultado foi pior que a previsão de 11 analistas entrevistados pela Dow Jones, que esperavam um prejuízo de 38 milhões de euros. A ThyssenKrupp atribuiu o prejuízo no primeiro trimestre fiscal à demanda restrita de clientes em meio à crise da dívida soberana na Europa. A companhia também registrou encargos com deterioração de valor de cerca de 420 milhões de euros em suas operações de aço laminado e construção de navios civis, que já tinham sido ou serão vendidas. Às 8h17 (de Brasília), as ações da companhia recuavam 3,28% na Bolsa de Frankfurt.

Na unidade Steel Americas, a companhia teve um prejuízo de 288 milhões de euros (US$ 379,9 milhões), como resultado de uma prolongada e cara construção de novas usinas siderúrgicas no Brasil e nos EUA.

O lucro ajustado antes de juros e impostos (Ebit), que exclui itens não recorrentes como encargos de deterioração de valor, caiu mais de 90%, para 25 milhões de euros, de 273 milhões de euros.

A receita do primeiro trimestre fiscal proveniente das operações continuadas recuou 1% no primeiro trimestre fiscal, para 9,9 bilhões de euros, de 10,02 bilhões de euros no mesmo período do ano fiscal anterior. Os analistas tinha previsto receita de 9,94 bilhões de euros. As informações são da Dow Jones.