Tenda tem lucro líquido de R$ 20,8 milhões no 2º trimestre

O montante representa uma alta de 141% frente ao mesmo período do ano passado

São Paulo – A Tenda, construtora que atua nas faixas 1,5 e 2 do Minha Casa Minha Vida (MCMV), encerrou o segundo trimestre de 2017 com lucro líquido de R$ 20,8 milhões. O montante representa uma alta de 141% frente ao mesmo período do ano passado, quando obteve lucro de R$ 8,6 milhões. Já no acumulado do semestre, o lucro atingiu R$ 39,7 milhões, um salto de 196% na mesma base de comparação.

O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da Tenda somou R$ 30,7 milhões no segundo trimestre, crescimento de 40,4%. No semestre, o Ebitda totalizou R$ 62,4 milhões, avanço de 40%. A margem Ebitda no fim do semestre subiu 0,8 ponto porcentual, para 9,8%.

A receita líquida alcançou R$ 314,6 milhões no segundo trimestre, aumento de 20,7% na comparação anual. No semestre, a receita foi de R$ 639,3 milhões, avanço de 29,1% na mesma base de comparação.

No primeiro balanço após concluir o processo de cisão da Gafisa, a Tenda mostrou uma forte evolução do lucro. Essa melhora provém do crescimento das vendas líquidas, com ampliação da receita. Em paralelo, a companhia vem obtendo ganhos de escala e produtividade, que se traduziram em margens maiores.

Conforme já anunciado em relatório preliminar, os lançamentos da Tenda atingiram R$ 446,4 milhões em valor geral de vendas (VGV) no segundo trimestre, alta de 7,6%. As vendas líquidas foram de R$ 387,0 milhões, avanço de 19,1%. Esse número é composto por vendas brutas de R$ 462,8 milhões (aumento de 20,9%) e distratos de R$ 75,8 milhões (elevação de 30,8%).

A Tenda reportou ainda um resultado financeiro positivo de R$ 700 mil no trimestre, enquanto um ano antes o resultado financeiro foi negativo em R$ 400 mil. A melhora se deve ao aumento da posição de caixa.