Tenaris demite 40 no Canadá sob impacto de tarifa do aço de Trump

"A implementação das tarifas criou um mercado pouco sustentável para servirmos nossos clientes americanos"

Winnipeg – A fabricante de tubos de aço Tenaris SA está temporariamente dispensando trabalhadores e ajustando a produção na sua planta canadense pelas incertezas no mercado mundial de aço causadas pelas tarifas impostas pelos Estados Unidos, informou um porta-voz da empresa.

Cerca de 40 empregados foram dispensados pela empresa.

“A implementação das tarifas criou um mercado pouco sustentável para servirmos nossos clientes americanos”, disse o vice-presidente da Tenaris Canadá, David McHattie, acrescentando que esse empregados haviam sido contratados em janeiro deste ano.

McHattie não comentou sobre os ajustes de produção ou queda na demanda.

O corte de vagas foi anunciado no sábado, no mesmo momento em que o Canadá iniciou medidas comerciais retaliatórias contra os Estados Unidos.

O país decidiu implementar medidas punitivas em bens americanos no valor de 16,6 bilhões de dólares canadenses (12,6 bilhões de dólares), incluindo produtos de aço, xarope de bordo e suco de laranja, a partir deste domingo. O governo também anunciou um pacote de ajuda de 2 bilhões de dólares canadenses para proteger os setores de aço e alumínio e indústrias relacionadas.

O Canadá se uniu à União Europeia e a China na adoção de retaliação aos Estados Unidos para responder a decisão americana de impor tarifas ao aço e alumínio.