Telecom Italia cortará 7,5 mil empregos, diz fonte sindical

O maior grupo de telefonia da Itália, que emprega quase 60 mil pessoas em suas operações domésticas, não fez nenhum anúncio oficial

Roma – A Telecom Italia disse aos sindicatos que pretende cortar até 7.500 empregos na Itália por meio de demissões incentivadas e aposentadorias antecipadas, disse uma fonte sindical trabalhista nesta quinta-feira.

O maior grupo de telefonia da Itália, que emprega quase 60 mil pessoas em suas operações domésticas, não fez nenhum anúncio oficial sobre o assunto.

A empresa também planeja contratar 2 mil novos funcionários e financiar seus contratos, pedindo que todos os outros funcionários trabalhem 20 minutos menos por dia, acrescentou a fonte.

A Telecom Italia não comentou o assunto.