TCU declara Engevix inidônea por irregularidades em Angra 3

Com a decisão, a construtora fica proibida de participar de qualquer licitação federal por cinco anos

São Paulo – O Tribunal de Contas da União (TCU) declarou a construtora Engevix como empresa inidônea, em razão de irregularidades cometidas pelo grupo nas obras da usina nuclear de Angra 3, informou a assessoria do órgão nesta quarta-feira.

Com a decisão, a Engevix fica proibida de participar de qualquer licitação federal por cinco anos.

Em março, o TCU já havia declarado inidoneidade por cinco anos de Queiroz Galvão, Empresa Brasileira de Engenharia, Techint e UTC referente à Angra 3.