Tarifas do Next custarão entre R$ 19,95 e R$ 39,95

O novo banco digital aposta em um leque de serviços bancários oferecidos sem necessidade de o cliente comparecer a uma agência

São Paulo – Do ponto de vista comercial, o Next, novo banco 100% digital vinculado ao Bradesco, se posicionará como um serviço de valor – e, por isso, terá tarifas mensais.

A mais barata custará R$ 19,95 e a mais cara, R$ 39,95. “Não haverá limites de transações. A diferença de preço se refere a vantagens como programas de pontuação.”

Embora o Next não mencione o Bradesco em nenhum momento do contato com o cliente – o nome do banco não aparece no app nem na comunicação do novo projeto -, o vice-presidente executivo do Bradesco, Maurício Minas, afirma que, em alguns momentos, o cliente Next vai cruzar com o Bradesco em seu caminho.

Além de todos os produtos financeiros serem do Bradesco – mas apresentados de forma diferente, e sob novos nomes -, o usuário do Next também terá acesso a alguns serviços, como o uso dos caixas eletrônicos para saques em dinheiro.

No verso do cartão de crédito de cor verde do Next haverá uma pequena menção de que a emissão é de responsabilidade do Bradesco.

Segundo Minas, não há nenhuma intenção de “esconder” a conexão entre o Next e o Bradesco. Para o executivo, a relação é inevitável e pode ter efeitos positivos. “Em muitas startups, a pessoa não sabe quem exatamente está cuidando do dinheiro dela. No Next, há essa segurança do Bradesco.”

Serviços

Para fazer frente a startups financeiras que já viraram referência, como a NuBank, especializada em cartão de crédito, o Next aposta em um leque completo de serviços bancários oferecidos sem necessidade de o cliente comparecer a uma agência ou assinar qualquer documento.

O Next também incentivará o cliente a definir metas financeiras que pretende cumprir, como a aquisição de um determinado bem. O acompanhamento desses objetivos se dará por meio de uma ferramenta que fará a gestão automática dos gastos do usuário, de forma semelhante ao app Guia Bolso.

Apesar de ser um banco, o Next tentará se inserir na vida do cliente em outros momentos – assim, espera se tornar essencial ao cliente. A oferta de descontos é focada no público mais jovem, com parcerias já firmadas com Uber, iFood e Cinemark. Para ter acesso às vantagens, o usuário terá de acessar essas plataformas pelo Next.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Se vão cobrar então já sem atrás de muitos outros bancos digitais menores, que não possuem taxas, como o Intermedium…

  2. Perfeito, é isso. Se eu quiser fazer serviço de banco sem ir na agência utilizo o internet bank. A grande sacada dos bancos digitais é justamente exterminar tarifas se utilizando de estruturas totalmente enxutas.