TAP reembolsará grávidas que não viajarem devido zika vírus

A companhia aérea portuguesa anunciou que reembolsará o valor da passagem às grávidas que desistirem de viajar a países afetados pelo zika

Lisboa – A companhia aérea portuguesa TAP anunciou nesta sexta-feira que reembolsará o valor da passagem às grávidas que não queiram mais viajar para países afetados por surtos de zika vírus, entre eles o Brasil.

Apenas para o território brasileiro a TAP voa 82 vezes por semana tendo 12 cidades diferentes como destino.

O zika vírus afeta mais de 20 países do continente americano e obrigou alguns deles, como Brasil e República Dominicana, a tomar medidas de emergência contra a doença, que, no caso das grávidas, pode causar graves alterações no feto, como a microcefalia.