T-Mobile e Sprint trabalham para salvar negociações sobre fusão

Segundo reportagem do Wall Street Journal, empresas podem chegar a um acordo em semanas

Frankfurt – A T-Mobile e a Sprint estão trabalhando para salvar sua fusão de 74 bilhões de dólares e podem chegar a um acordo em semanas, publicou o Wall Street Journal, citando pessoas familiarizadas com o assunto.

As controladoras Deutsche Telekom e SoftBank chegaram a um impasse na semana passada, enquanto os diretores do SoftBank expressavam dúvidas sobre abandonar o controle da Sprint, disseram fontes à Reuters.

No entanto, o Wall Street Journal disse que a T-Mobile fez uma oferta revisada, que a Sprint está considerando. Os termos da oferta não foram divulgados.

Um representante da Deutsche Telekom se recusou a comentar.

Sob a estrutura anterior do acordo, a Deutsche Telekom seria a controladora da nova empresa, formada após a fusão da terceira e da quarta maiores operadoras de telefonia móvel dos EUA.