Syngenta rejeita oferta de compra da Monsanto por US$ 45 bi

O grupo suíço rejeitou uma oferta não solicitada da Monsanto, que quer comprar a companhia por US$ 45 bilhões

Nova York – O grupo suíço Syngenta anunciou nesta sexta-feira que rejeitou uma oferta não solicitada da multinacional americana Monsanto, que quer comprar a companhia por US$ 45 bilhões.

Segundo a Syngenta, a proposta de Monsanto “subvaloriza” as perspectivas da empresa e não reflete seu potencial de crescimento.

“Embora a valorização da Syngenta esteja afetada atualmente por movimentos de curto prazo nas divisas e pelos preços das matérias-primas, a perspectiva de negócio é sólida e os mercados emergentes representam mais de 50% das nossas vendas”, explicou o presidente da companhia, Michel Demaré.

A Monsanto, em outro comunicado, confirmou uma oferta de 449 francos suíços (US$ 484) por ação, que contemplava um pagamento de 45% em dinheiro e que, segundo a multinacional americana, oferecia aos acionistas um “ágio muito atraente”.

Segundo a Monsanto, a união dos dois negócios criaria um “líder global em agricultura” com uma grande capacidade de “desenvolver e acelerar soluções inovadoras”.

A Monsanto é o maior produtor mundial de sementes agrícolas, e a Syngenta lidera as vendas globais de pesticidas.

Após a divulgação da notícia, as ações da Syngenta dispararam mais de 10% na Bolsa de Nova York, onde também subiram, de forma mais moderada, os títulos da Monsanto.