Suzano perde 80 mil toneladas de celulose por greve dos caminhoneiros

A empresa iniciou a retomada gradual das atividades de todas as plantas industriais

São Paulo – A Suzano Papel e Celulose informou nesta quinta-feira que teve uma perda de produção de cerca de 80 mil toneladas de celulose de mercado e de aproximadamente 25 mil toneladas de papel no período em que as atividades estiveram paralisadas ou operando de forma parcial devido à greve dos caminhoneiros.

A Suzano iniciou a retomada gradual das atividades de todas as plantas industriais, inclusive o escoamento e faturamento de seus produtos, no fim da semana passada, após o encerramento da paralisação dos caminhoneiros que durou cerca de dez dias e praticamente interrompeu o transporte de cargas no país.