Superintendência do Cade aprova parceria entre Itaú e BMG

Com a operação, o Itaú terá 70% da parceria e o BMG, os demais, 30%

Brasília – A Superintendência-Geral do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou joint venture entre o Itaú Unibanco e o Banco BMG na área de crédito consignado.

A aprovação foi publicada na edição desta quarta-feira do Diário Oficial da União.

O Itaú terá 70 por cento da parceria e o BMG, os demais 30 por cento. A operação foi analisada pelo Cade em 48 dias, já sob as regras da nova lei de defesa da concorrência.

O despacho da superintendência do Cade ficará disponível por 15 dias para que algum conselheiro do orgão possa, se quiser, pedir para o caso ser analisado pelo tribunal, no caso de haver ainda alguma dúvida.

Após esse prazo, se não houver esse questionamento, a operação terá aprovação plena e automática do Cade.

O acordo entre os bancos foi anunciado em julho para criar o Banco Itaú BMG Consignado, que tem como objetivo originar 12 bilhões de reais em novos financiamentos com desconto em folha de pagamento nos próximos dois anos.