Starbucks fechará lojas nos EUA em 29 de maio contra o racismo

Ação envolverá cerca de 175 mil funcionários em todo o país

A Starbucks anunciou nesta terça-feira (17) que fechará suas mais de 8 mil lojas nos Estados Unidos na tarde de 29 de maio para realizar uma formação contra o racismo, após a prisão de dois homens negros em um de seus estabelecimentos.

“Embora não se limite à Starbucks, estamos comprometidos em sermos parte da solução”, declarou o presidente da empresa, Kevin Johnson, após uma onda de indignação pelo incidente ocorrido na Filadélfia na semana passada.

A formação envolverá cerca de 175 mil funcionários em todo o país, detalhou a Starbucks em seu site.