Solvay diz que venda de unidade para Braskem está caminhando

Regulador argentino rejeitou a oferta como inadequada, mas negociação continua

São Paulo – O grupo químico belga Solvay disse nesta quinta-feira que a venda de sua participação na subsidiária argentina Solvay Indupa para a Braskem está caminhando, mesmo após o regulador argentino ter rejeitado a oferta como inadequada.

A Solvay fechou um acordo no mês passado para vender sua fatia de 70,59 por cento na Indupa, que fabrica soda cáustica na Argentina e no Brasil, para a Braskem.

A petroquímica brasileira propôs pagar 1,35 peso por ação pela participação restante de 29,41 por cento na Indupa, listada na bolsa da Argentina, mas a autoridade de mercado do país (CNV) disse na semana passada que a oferta era muito baixa.

A Solvay disse que o desinvestimento na sua participação não depende do sucesso da oferta da Braskem pelas ações remanescentes, e acrescentou que a petroquímica mantém conversas com a CNV para definir um novo preço.

O acordo marca a entrada da Braskem na Argentina. Para a Solvay, o desinvestimento deixará a Solvay mais próxima de sair da produção de PVC para focar em produtos de maior margem.