Softbank promete anunciar em breve investimento no setor B2B no Brasil

Grupo japonês que investe em startups brasileiras pretende apostar no setor de serviços do tipo "empresa para empresa"

São Paulo — O grupo japonês Softbank, que investe em startups brasileiras como Banco Inter, Loggi, Gympass e QuintoAndar, entre outras, pretende anunciar em breve um novo investimento no Brasil, agora no setor de serviços do tipo ‘empresa para empresa’ (chamado de B2B no jargão corporativo).

A informação foi antecipada pelo sócio-gestor do Softbank no País, André Maciel, durante painel no Fórum de Investimentos Brasil 2019.

“No Brasil, há uma cultura muito voltada para serviços. Tudo nesse segmento é um sucesso”, comentou Maciel. A afirmação foi uma resposta à pergunta sobre quais setores o grupo considera mais atrativos para investimentos no País.

Na sua resposta, ele mencionou também que um outro setor promissor é o de cuidados médicos, que, para ele, ainda é pouco explorado.

No começo deste mês, o conglomerado japonês já havia anunciado participação em uma nova rodada de investimentos na startup Buser, espécie de “Uber dos ônibus” – que conecta empresas de fretamento com passageiros em viagens intermunicipais, prometendo desconto de até 60% com relação a uma passagem convencional.

Na ocasião, o Buser não divulgou o valor total da rodada, mas disse que investirá pelo menos R$ 300 milhões do montante recebido em marketing, desenvolvimento de tecnologia e expansão pelo País.