SoftBank estaria negociando fusão entre Uber e Didi Chuxing

Rumor foi divulgado por Wang Xing, CEO da plataforma chinesa para avaliação e delivery de restaurantes Meituan.com

São Paulo – O SoftBank pode estar negociando mais um grande passo para se tornar um dos maiores financiadores da tecnologia mundial: a fusão entre as gigantes do transporte Didi Chuxing (chinesa que adquiriu recentemente a brasileira 99) e a americana Uber.

O rumor vem de Wang Xing, CEO da plataforma chinesa para avaliação e delivery de restaurantes Meituan. Enquanto a Meituan recentemente entrou para o mercado de mobilidade urbana, a Didi Chuxing investiu em delivery de pratos – e as duas empresas se tornaram grandes rivais nos dois setores.

Em postagem na rede de microblogs chinesa Fanfou.com, Xing afirma que há conversas de fusão entre Didi Chuxing e Uber promovidas pelo fundo bilionário SoftBank.

Depois, alfineta que a Didi cresce por conta de seu interesse em expandir capital, enquanto sua empresa focaria no atendimento aos clientes. A Meituan é apoiada pela gigante de tecnologia Tencent, assim como a competidora Didi Chuxing, e planeja um valuation de 60 bilhões de dólares em seu IPO em Hong Kong.

O SoftBank possuiria um bom poder de barganha para negociar uma fusão entre as duas gigantes da tecnologia. O fundo bilionário do japonês Masayoshi Son já é o maior acionista do Uber, com 15% de participação, e realizou aportes na Didi Chuxing. O SoftBank também entra para o mercado brasileiro (e agora mexicano) pela 99, aquisição da Didi.

O bilionário japonês por trás do SoftBank já disse acreditar que os robôs vão mudar a força de trabalho “inexoravelmente” e que as máquinas serão mais inteligentes que as pessoas.

A intenção de Son é possuir participações em todas as empresas que possam sustentar as mudanças globais causadas pela inteligência artificial no transporte, na alimentação, no trabalho, na medicina e nas finanças. A fusão entre Uber e Didi Chuxing seria mais um grande passo na construção de seu império.

Procurada, a Didi Chuxing afirmou por meio de porta-voz que “em um cenário global, nós e nossos parceiros estamos fazendo progresso na América Latina, no Sudeste Asiático e em outras regiões. Todos os dias ouvimos novidades animadoras dos mercados locais e trabalhamos todos os dias para que nossos produtos e serviços sejam um pouco melhores do que ontem. Preferimos investir nosso tempo em melhorar a experiência de nossos usuários e motoristas do que comentar rumores e especulações.”

Veja também

Matéria atualizada às 9h30 de 28/03 para incluir posicionamento da Didi Chuxing.