Siderúrgicas avaliam usina da ThyssenKrupp no Brasil

Empresas do setor estão analisando a proposta de venda de duas unidades da alemã ThyssenKrupp nas Américas

Londres – O executivo-chefe da ArcelorMittal, a maior siderúrgica do mundo, Lakshmi Mittal, afirmou que todas as empresas do setor estão analisando a proposta de venda de duas unidades da alemã ThyssenKrupp nas Américas, entre elas a Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA).

“Todos estão olhando para isso, analisando isso, tentando saber quais são as sinergias e o que devemos fazer”, disse. Mittal comentou que sua empresa já teve discussões relacionadas às usinas siderúrgicas da ThyssenKrupp em Mobile, EUA, e no Rio de Janeiro. No entanto, ele não esclareceu se existe um interesse em comprar uma das unidades.

As declarações foram feitas depois de a Arcelor anunciar que teve lucro líquido de US$ 959 milhões no segundo trimestre deste ano, 37,7% menor do que o lucro de US$ 1,54 bilhão registrado no mesmo período do ano passado, mas maior do que a previsão de US$ 452 milhões dos analistas consultados pela Dow Jones. As informações são da Dow Jones.