Shell tem interesse em blocos da 11ª rodada de petróleo

O objetivo é entrar como operadora na disputa pelos blocos de petróleo, mas a empresa ainda está definindo as formas de sua participação na disputa

São Paulo – A Shell tem interesse por blocos de petróleo tanto em terra como em mar que serão leiloados na décima primeira rodada de licitações, prevista para maio de 2013, disse nesta quinta-feira André Araújo, presidente da companhia no Brasil.

Segundo ele, o objetivo é entrar como operadora na disputa pelos blocos de petróleo, mas a empresa ainda está definindo as formas de sua participação na disputa.

“Temos interesse em todos (os blocos em terra e mar). Está dentro da nossa estratégia o Nordeste e a Margem Equatorial (áreas previstas para a décima primeira rodada”, disse Araújo a jornalistas após evento da Câmara Britânica no Rio de Janeiro.

Atualmente, a Shell possui onze blocos de petróleo no país, onde é a operadora em nove. Destes, seis estão em alto mar e cinco em bacias terrestres.


Parque das conchas –  A empresa prevê começar uma segunda fase de exploração em sua concessão Parque das Conchas (antigo bloco BC-10), localizado a 110 quilômetros da costa do Espírito Santo, em meados de 2013. O executivo não quis dizer qual a expectativa de aumento da produção com a segunda fase.

A extração média diária de petróleo do Parque das Conchas é de 50 mil barris, de uma produção total de 80 mil barris por dia da Shell no Brasil. A empresa possui ainda produção de petróleo no campo de Bijupirá Salema, na bacia de Campos, e tem a concessão de blocos terrestres na bacia de São Francisco.

O presidente da empresa no Brasil disse que hoje a empresa possui 11 poços em Parque das Conchas, sendo sete produtores e quatro injetores. A empresa pretende perfurar de oito a 13 poços em 2013, e para isso contratou duas sondas com a operadora Nobel, a um aluguel diário de 1 milhão de dólares pelos dois equipamentos.

A primeira sonda já está em operação no Parque das Conchas e a segunda deve começar a operar em breve.