SDE recomenda aprovação sem restrições para Máquina de Vendas

Secretaria de Direito Econômico quer a união, sem restrições, das varejistas Ricardo Eletro e Insinuante

São Paulo – A Secretaria de Direito Econômico (SDE), do Ministério da Justiça, recomendou a aprovação, sem restrições, da união das varejistas Ricardo Eletro e Insinuante, que juntas formaram a Máquina de Vendas.

O parecer, publicado no Diário Oficial desta quinta-feira, foi o mesmo emitido pela Secretaria de Acompanhamento Econômico (Seae), do Ministério da Fazenda.

Com a recomendação de aprovação sem restrições, o processo será agora encaminhado ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), a quem caberá o parecer final.

Ricardo Eletro e Insinuante formaram em março do ano passado a Máquina de Vendas, que três meses depois passou a incluir também a rede City Lar.

A companhia disputa com o Magazine Luiza a segunda posição do varejo brasileiro, cuja liderança é ocupada pelo Grupo Pão de Açúcar.

Com base nos números de 2010, a Máquina de Vendas possui mais lojas que o Magazine Luiza –considerando as operações do Baú da Felicidade, adquirido em meados de junho–, com 750 e 732 unidades, respectivamente.

No último ano, o faturamento bruto da Máquina de Vendas somou 5,7 bilhões de reais.