Sarkozy será ‘testemunha assistida’ em caso de corrupção

Ex-presidente participará de investigação de suposto financiamento ilegal de sua campanha presidencial de 2007

Paris- O ex-presidente francês Nicolas Sarkozy foi colocado sob o status de “testemunha assistida” na noite desta quinta-feira, em um tribunal de Bordeaux, após prestar depoimento ao juiz que investiga o financiamento ilegal de sua campanha presidencial de 2007, informou à AFP seu advogado, Thierry Herzog.

“Não houve indiciamento”, destacou o advogado, que estava com Sarkozy na saída do Palácio da Justiça e evitou fazer mais comentários sobre a audiência, que durou cerca de 12 horas.

A “testemunha assistida” é um elemento do direito francês que está entre a testemunha simples e o indiciado.

“Com base na informação judicial sobre os fatos (…) que prejudicaram a senhora Liliane Bettencourt”, os três juízes instrutores ouviram o depoimento de “Nicolas Sarkozy, que foi assistido pelo advogado Thierry Herzog, e ao final da audiência” o ex-presidente “foi notificado de seu status de testemunha assistida”, confirmou um comunicado da procuradoria.