Sara Blakely, a bilionária que testa lingeries nela mesma (diante da diretoria)

Estreante na lista da Forbes, Sara Blakely fundou a grife de moda íntima Spanx e construiu um patrimônio de US$ 1 bilhão

São Paulo – Uma jovem loira e linda entra na sala de reuniões da Spanx de topless (sim, você leu certo). Minutos depois, volta vestindo uma lingerie. Não, não é o que você pensou. A beldade é Sara Blakely, dona da grife americana de lingerie, que faz questão de provar pessoalmente as peças que cria em reuniões com a diretoria.

Pode parecer uma anedota, mas foi com métodos de gestão assim que Sara transformou um pequeno negócio, cujo investimento inicial foi de 5.000 dólares, em uma potência da moda íntima. E, de quebra, entrou pela primeira vez na lista dos bilionários da Forbes.

A empresária se destaca como uma das poucas mulheres do ranking que construiu sua fortuna a partir dos próprios esforços, ou seja, sem a ajudinha de uma herança deixada por um pai bilionário, muito menos por um marido rico. Neste quesito – o de empreendedora que fez sua própria riqueza -, Sara é a mais nova da lista, com 41 anos.

Carreira solo

Ela não é, porém, a mais jovem bilionária da Forbes. O título cabe à chinesa Yang Hyuian, de 30 anos. Nesse caso, porém, a bilionária herdou sua fortuna do pai, quando assumiu o controle dos negócios da família em 2007. Sara obteve cada dólar de seu patrimônio sozinha.

Sempre com tino para empreender, Sara abriu seu primeiro negócio antes mesmo de completar 20 anos. Ela cobrava 8 dólares para cuidar de crianças em uma praia americana enquanto os pais tomavam sol. Depois disso, ela trabalhou nos parques de diversão da Disney e chegou até a vender máquina de fax na Flórida, antes de estrear no ranking da Forbes.

A empresária é a única dona da empresa que fundou. Atualmente, a Spanx possui 125 funcionários, sendo apenas 16 do sexo masculino. A companhia possui portfólio de mais de 200 peças de lingerie, que são vendidas em 11.500 lojas de departamentos, em 40 diferentes países.

E, com certeza, a inclusão de sua proprietária na lista dos mais ricos do mundo será o assunto na pausa para o cafezinho em uma das próximas reuniões de diretoria – que, depois, pode prosseguir normalmente com mais uma prova de lingerie de Sara. Com ou sem topless.