Santander quer unir unidade de gestão de ativo com UniCredit

A ideia é que cada banco ficando com cerca de um terço da nova companhia

O <strong><a href="http://www.exame.com.br/topicos/santander">Santander</a></strong> confirma que está estudando uma potencial fusão de seu negócio de gestão de fundos com o do italiano UniCredit, embora não tenha dado mais detalhes.</p>

O presidente-executivo do UniCredit, Federico Ghizzoni, disse a jornalistas na terça-feira que a proposta é combinar a Santander Asset Management com a unidade Pioneer do UniCredit, com cada banco ficando com cerca de um terço da nova companhia.

Os fundos de private equity Warburg Pincus e General Atlantic, que já são sócios da Santander Asset Management, ficariam com o terço restante, antes de deixar o negócio em alguns anos quando, provavelmente, ele seria listado no mercado de ações, disse Ghizzoni.

“Neste momento, nenhum acordo foi alcançado quanto à potencial estrutura ou os termos da possível transação … O Santander informará o mercado se e quando alcançar um acordo no futuro para implementar tal transação”, disse o banco em comunicado ao regulador do mercado na Espanha.