Samsung põe seu plano de sucessão em prática

Filho do presidente assume cargo importante na empresa; crescem rumores sobre a sua sucessão

A Samsung estabeleceu nesta sexta-feira (19/1) as bases para apontar o presidente da terceira geração. O maior conglomerado sul coreano promoveu Lee Jae-yong para a recém-criada posição de diretor da divisão de clientes da Samsung Electronics.

Lee, 38 anos, é filho único do atual presidente do conselho de administração da empresa, Lee Kun-hee, e foi preparado desde cedo para assumir a liderança da Samsung, apesar de objeções de campanhas de governança corporativa. De acordo com o jornal inglês Financial Times, o herdeiro possui um MBA na Universidade Keio, do Japão, e um doutorado incompleto na escola de negócios de Harvard. Ele trabalha na Samsung desde 2001. O jovem Lee tem aparecido com cada vez mais frequência em eventos públicos, o que é visto como uma confirmação de que a sua sucessão ao cargo do pai, de 64 anos, é questão de tempo.

Em seu novo cargo, o executivo deve atuar como advogado interno de clientes, trabalhando para formar alianças externas com seus clientes corporativos. “Vou trabalhar para que a Samsung seja bastante responsável na mudança de hábitos de nossos clientes e na promoção do nosso compromisso com a criatividade e inovação”, disse Lee em seu discusso de posse.

A Samsung foi fundada por Lee Byung-chul, pai do atual presidente, em 1938, como uma pequena exportadora de frutas e peixes frescos. Hoje é a maior produtora do mundo de chips de memória e monitores planos e uma das maiores fabricantes de telefones celulares. Apesar de ter sido uma peça-chave na industrialização da Coréia do Sul, a família fundadora foi criticada por tentar empossar o líder da terceira geração no poderoso conglomerado.