Salesforce demite CEO no Brasil após festa de fim de ano

Funcionário usou fantasia considerada racista e a polêmica culminou com a troca do comando da empresa.

São Paulo – A festa de fim de ano da multinacional Salesforce no Brasil acabou bem mal e culminou com a demissão de seu presidente.

A troca de comando ocorreu por conta de um concurso de fantasias promovido pelo departamento de recursos humanos da empresa durante a festa de fim de ano. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

A melhor fantasia receberia um prêmio de R$ 3 mil reais. Um dos funcionários da empresa decidiu se vestir de “negão do Whatsapp”, um meme que circula na internet em que um homem negro aparece com uma toalha azul no ombro e o pênis à mostra.

O funcionário em questão colocou uma toalha no ombro e vestiu uma prótese para simular o personagem.  De acordo com o jornal, ele ficou em quarto lugar no concurso e apareceu numa foto ao lado do diretor comercial da empresa.

Porém, a imagem foi parar nas mãos da sede da companhia nos Estados Unidos, que não gostou do que viu e ordenou a demissão do funcionário.

Não há informações claras sobre o que ocorreu depois, mas o fato é que a empresa acabou demitindo o funcionário, o diretor comercial e o presidente da subsidiária brasileira, Mauricio Prado. Em seu lugar assumiu interinamente Enrique Ortegon, atual responsável pela operação na América Latina.

Contatada, a Salesforce afirmou que Mauricio Prado deixou a Salesforce “para buscar novas oportunidades” e que “não comenta sobre as razões de seus funcionários deixarem a empresa”.