Rússia retira embargo a dois frigoríficos do Paraná

A exportação estava proibida desde junho de 2011, quando os russos deixaram de comprar qualquer produto de origem animal dos estados do Paraná, Mato Grosso e Rio Grande do Sul

Brasília – A carne de aves brasileiras de dois frigoríficos do Paraná foi liberada para ser exportada à Rússia, informou hoje (26) o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). A exportação do produto estava proibida desde junho de 2011, quando os russos deixaram de comprar qualquer produto de origem animal dos estados do Paraná, de Mato Grosso e do Rio Grande do Sul.

Por meio de nota, o secretário de Relações Internacionais do Mapa, Célio Porto, destacou que a “liberação é o primeiro gesto concreto das autoridades russas, que torna efetiva a suspensão das restrições aos três estados”.

O comunicado ressaltou ainda que, desde novembro, o governo russo demonstrou interesse em suspender a proibição, desde que as empresas brasileiras atendessem todas as exigências do país e apresentassem um plano de ação.

O fim da restrição foi publicado ontem (25) no site do Rosselkhoznadzor, o serviço sanitário russo. De acordo com as informações, duas plantas localizadas nas cidades paraenses de Palotina e Matelândia foram autorizadas a retomar as exportações para aquele país.

Com a negociação bem sucedida entre dois frigoríficos, a expectativa do ministério é que as empresas dos outros estados também apresentem o plano de ação para aprovação das autoridades russas o mais rápido possível e, consequentemente, consigam a liberação da exportação da carne de ave brasileira.