Rio Tinto prevê alta na demanda por minério de ferro

Empresa tem expectativa de produzir pelo menos mais 100 milhões de toneladas de minério de ferro nos próximos oito anos para satisfazer o crescimento da demanda global

Melbourne – A mineradora Rio Tinto prevê que a indústria de mineração precisará produzir pelo menos mais 100 milhões de toneladas de minério de ferro por ano nos próximos oito anos para satisfazer o crescimento da demanda global.

Segundo David Joyce, diretor de projetos de expansão para a divisão de minério de ferro da Rio Tinto, muitos países africanos estarão bem colocados para atender o “surpreendente aumento” na demanda. A declaração foi feita em uma conferência do setor em Perth, na Austrália.

“Conforme mercados como China, Índia, Indonésia, Vietnã e países da África e da América do Sul continuarem se industrializando e se urbanizando, nós veremos um aumento na demanda por melhores casas, carros, infraestrutura e aparelhos celulares. O nível de intensidade de metal per capita vai crescer com esse desenvolvimento”, afirmou Joyce.

O executivo disse que o projeto de minério de ferro de Simandou, na Guiné, deverá fazer a primeira entrega em meados de 2015 e acrescentou que cerca de US$ 1,5 bilhão em investimentos foram feitos até agora. A mina deverá produzir 95 milhões de toneladas por ano.

Na Austrália, a Rio Tinto planeja investir quase US$ 15 bilhões para aumentar sua produção na região de Pilbara para 333 milhões de toneladas por ano até 2015, um aumento de 50% em cinco anos. As informações são da Dow Jones.