Rio Tinto limita gasto em mina de diamante na Austrália

A empresa é uma das várias mineradoras globais que estão tentando reduzir os custos em resposta aos voláteis preços das commodities e à incerteza econômica

Perth – A mineradora Rio Tinto suspendeu todos os gastos desnecessários em sua mina de diamantes Argyle, na remota região de Kimberley, na Austrália Ocidental.

“Qualquer construção que não seja necessária para colocar a mina em operação” foi adiada, informou o diretor-gerente de Argyle, Kim Truter.

“Todos os nossos recursos vão se concentrar no aumento da primeira produção do bloco subterrâneo, que começará em poucas semanas”, disse Truter em um comunicado. Os cortes de custo incluem o adiamento da construção de um segundo triturador de rochas.

A Rio Tinto, que no mês passado revelou uma despesa de US$ 14 bilhões com a redução do valor de ativos relacionados a suas operações de alumínio e carvão, é uma das várias mineradoras globais que estão tentando reduzir os custos em resposta aos voláteis preços das commodities e à incerteza econômica.

As informações são da Dow Jones.