Reservas certificadas da Parnaíba Gás Natural sobem 6,2% em 2017

Reservas da companhia controlada pela Eneva somavam 18,8 bilhões de metros cúbicos em 31 de dezembro

São Paulo – As reservas certificadas de gás natural da Parnaíba Gás Natural (PGN), controlada pela Eneva , somavam 18,8 bilhões de metros cúbicos em 31 de dezembro, alta de 6,2 por cento na comparação com igual data do ano anterior, informou a empresa em fato relevante nesta segunda-feira.

Em 31 de dezembro de 2016, as reservas certificadas da companhia eram de 17,7 bilhões de metros cúbicos. Ao longo de 2017, foram incorporadas reservas de 2,7 bilhões de metros cúbicos e retirados 1,6 bilhão a nível de produção.

A PGN foi uma das companhias a arrematar áreas de exploração na Bacia do Parnaíba durante a licitação de blocos de petróleo e gás realizada em setembro do ano passado.

De acordo com a PGN, as maiores variações de reservas em 2017 se deram nos campos de Gavião Caboclo, Gavião Branco e Gavião Branco Sudeste –estes dois últimos “vêm apresentando uma performance bem superior ao inicialmente estimado”, segundo a empresa.