Repsol tentou vender participação na YPF a chineses

Segundo o jornal Financial Times, a tentativa de venda fracassou após o anúncio na segunda-feira do governo argentino de expropriar 51% da empresa

Madri – O grupo espanhol Repsol tentou vender sua participação de 57,4% na argentina YPF a uma empresa chinesa, pouco antes da decisão do governo de Cristina Kirchner de expropriar parcialmente o grupo, informa o jornal Financial Times.

“A tentativa secreta de vender 57% da YPF a um comprador chinês, que uma pessoa envolvida (nas negociações) identificou como a Sinopec, fracassou depois do anúncio na segunda-feira do governo argentino de expropriar 51% da empresa”, afirma o jornal econômico.

O presidente da Repsol, Antonio Brufau, havia afirmado na terça-feira que a participação da empresa na YPF havia despertado o interesse de vários investidores internacionais, com avaliações próximas de 10,5 bilhões de dólares, valor que a Repsol calculou para sua parte na YPF.