Renner pretende investir 420 milhões de reais em 2012

Empresa prevê 30 novas lojas de roupas nesse ano e seis da Camicado, além de reformas

São Paulo – A Renner planeja investir 420 milhões de reais em 2012. Além de novas lojas, a empresa prevê remodelações e um novo centro de distribuição. Do total, 400 milhões deverão ser destinados à Renner e o restante para a Camicado. 

O investimento de 420 milhões de reais representa um aumento de 41%, aproximadamente, em relação aos 296,6 milhões de reais investidos em 2011. O crescimento é inferior ao registrado entre 2010 e 2011 – de 85%. Em 2010, os investimentos somaram 160,2 milhões de reais. 

Dos 400 milhões de reais que serão investidos na Renner, 210 milhões irão para a inauguração de novas lojas, segundo a empresa. A previsão para 2012 é inaugurar 30 lojas Renner entre tradicionais e compactas, o mesmo número de inaugurações de 2011. Já o número de novas lojas da Camicado deve passar de três, em 2011, para seis, em 2012. 90% da integração da Camicado já foi feita, segundo José Gallo, CEO da Renner.

Em 2011 também foram inauguradas três lojas piloto da Blue Steel. O modelo ainda está sendo avaliado pela Renner – que já percebeu que pode vender um ticket médio maior nessa loja. 

Reformas

O investimento nas remodelações, por sua vez, deve saltar de 33 milhões de reais em 2011 para 99 milhões de reais em 2012. O custo das reformas maiores tem praticamente o custo de uma loja nova. As reformas menores tem o custo de cerca de 20% de uma loja, entre 300.000 reais e 400.000 reais cada, segundo Gallo.

Os investimentos no centro de distribuição também devem aumentar, de 31 milhões de reais para 65 milhões de reais – e a expectativa é que o centro fique pronto em julho. Um novo centro de distribuição é previsto para 2013 ou 2014. 

Cartões

Os cartões tendem a ganhar importância no portfólio, segundo a Renner. A empresa prevê mudanças para seu cartão, desde o layout até a plataforma tecnológica. Foram emitidos 19 milhões de cartões Renner em 2011, o que indica um aumento de 11,1% em relação a 2010. O ticket médio do cartão Renner foi de 145,53 reais em 2011, um aumento de 10,1% em relação a 2010. 


A fatia da Renner em cartões é muito maior no sul do que no resto do país. O share da Renner na região sul é de 40%. No sudeste, é de 22%, caindo para 18% no nordeste, 15% no centro-oeste e 13% no norte.

Resultados

A Renner registrou lucro líquido de 119,1 milhões de reais no quarto trimestre, queda de 3,3% em relação ao mesmo período de 2010. A rede varejista registrou crescimento de 18,0% da receita líquida das vendas de mercadorias no quatro trimestre de 2011, totalizando 972,2 milhões de reais. 

Segundo informe diário da Socopa, o ponto que chamou a atenção nos resultados da Renner foi o aumento de 1,7p.p. na margem bruta (52,8%), influenciado, principalmente, pelo menor custo do algodão e baixa necessidade de remarcações, mas o aumento das despesas financeiras no período pesou no lucro líquido. O resultado foi neutro, segundo o relatório.