Restauração do motor começa em um barco Ferrari extraordinário

Único barco equipado com motor Ferrari do mundo foi construído com as bênçãos de Enzo Ferrari

MARANELLO, Itália, 19 de junho de 2019 /PRNewswire/ — O único hidroplano equipado com motor Ferrari da história está ganhando atenção mundial em sua casa original em Maranello, Itália. Construído em 1952, com envolvimento pessoal de Enzo Ferrari, esse hidroplano histórico inigualável está sendo preparado para seu próximo 70o aniversário, com a restauração do motor no famoso centro técnico Ferrari Classiche.

(PRNewsfoto/Milton Verret)

O barco, chamado Arno XI, foi construído para quebrar recordes mundiais de velocidade e tem uma história sem precedentes, estabelecendo um recorde nunca quebrado de 240 km/h, em 1953, no Lago d’Iseo, na Itália. Em 1951, o primeiro proprietário do barco, Achille Castoldi, se tornou amigo dos pilotos da Ferrari na Fórmula 1 Alberto Ascari e Luigi Villoresi. Os dois pilotos famosos ajudaram Castoldi a conseguir o que se tornaria o único motor Ferrari já construído para uma embarcação. Enzo Ferrari concordou em se envolver pessoalmente no projeto, supervisionando cada etapa da construção e teste do motor. O chefe de Projeto de Motor da Ferrari, Aurelio Lampredi, e sua equipe de engenheiros se envolveram diretamente com o projeto.

“Esse é um dos mais importantes motores da história da Ferrari”, disse o chefe da Ferrari Classiche, Luigino “Gigi” Barp. A Ferrari Classiche é a divisão da Ferrari responsável pela restauração de Ferraris clássicas para suas condições originais. “Restauramos as Ferraris mais raras e valiosas já fabricadas, mas, obviamente, só trabalhamos em motores e carrocerias de carros. Restaurar esse motor Ferrari de 1952, especificamente construído à mão para essa montagem única, se tornou a emoção de toda uma vida para todos nós na sede da Ferrari”.

“Imagine ser um técnico de ponta na Ferrari e poder trabalhar exatamente nas mesmas peças que o próprio Enzo Ferrari ajudou a projetar e produzir”, disse o quarto e atual proprietário do barco Milton Verret, um empresário de Austin. “Como colecionador de Ferraris únicas e raras, sei que não há nada que se compare a um barco de corridas equipado com um motor Ferrari utilizado em corridas de F1. Acrescente a isso o envolvimento pessoal de Enzo e você tem um motor funcional que a maioria dos entusiastas de esportes a motor morre de vontade de ter. É apenas único”.

O motor de 1952, que ainda equipa o Arno XI hoje, é um motor Ferrari de 4,5 litros, 12 cilindros, Tipo 375 (1952 está gravado no bloco do motor). Esse é o mesmo tipo de motor que equipou o carro Ferrari que ganhou o primeiro Campeonato Mundial de Fórmula 1, ao vencer o Grande Prêmio Britânico, realizado em Silverstone no ano anterior. O motor tem compressão de 12:1, com potência suficiente para impulsionar a hélice de pás gêmeas para até 10.000 rpms. O motor é equipado com um sistema de ignição por magneto duplo, com 24 velas de ignição, em vez das 12 habituais. Usar magnetos em vez de tampas do distribuidor garante que o motor continuará funcionando mesmo coberto com água.

O motor Ferrari produziu originalmente 350 bhp. Mas após a realização de testes iniciais e corridas no início de 1953 e apesar de o barco haver atingido velocidades bem acima de 160 km/h, Enzo Ferrari ordenou a modificação do motor para uso de metanol como combustível, a fim de aumentar as taxas de compressão. Ele adicionou dois compressores Roots (ou turbocompressores gêmeos) e um par de carburadores sólidos com quatro afogadores, com o resultado de que o motor finalmente produziu mais de 500 bhp. O barco tem uma história cheia de quebras de recordes mundiais de velocidade devido a esse motor Ferrari.

“Quando minha equipe na Ferrari terminar seu trabalho no motor, ele vai funcionar da mesma maneira que fez quando Castoldi e nosso fundador, Enzo Ferrari, o ligaram pela primeira vez em 1952″, disse Barp.

“Eu quiz me certificar de que o barco estava em perfeitas condições a tempo para seu 70º aniversário”, disse Verret. “Tudo se resume em preservar a história da Ferrari. Esse tipo de raridade faz com que certas Ferraris sejam avaliadas em dezenas de milhões de dólares. Ter um barco que é ‘o único’ não tem preço”.

Desde 2012, o Arno XI está emprestado por Verret aos dois mundialmente famosos museus da Ferrari na Itália. A embarcação já foi vista por centenas de milhares de visitantes. O barco foi exibido lado a lado com a Ferrari ganhadora da F1 em 1951, mostrando do domínio da Ferrari na terra e na água.

Barb acrescentou: “Esse é um capítulo contínuo na história da Ferrari. Nossos motores são realmente feitos para funcionar para sempre e, após quase 70 anos, é uma honra ter esse projeto único, construído à mão, sob encomenda, na oficina da Ferrari Classiche. Verret o confiou a nós e estamos fazendo o mesmo para os entusiastas da Ferrari em todo o mundo”.

A Ferrari Classiche espera concluir o trabalho no barco Ferrari no início do outono, quando Verret pretende iniciar uma turnê mundial para mostrar o barco aos fãs da Ferrari em todos os lugares.

Sobre Milton Verret
Milton Verret é um empreendedor e filantropo de Austin, Texas, que trabalha com instituições beneficentes para crianças nos Estados Unidos. Verret é um colecionador ávido de carros clássicos, barcos e recordações do rock and roll. Ele é responsável pela fundação e operação de empresas e empreendimentos nacionais altamente bem-sucedidos.

Por Milton Verret
Dean Leipsner
dean@fullthrottlemarketing.com
Austin, Texas, EUA
+1 (512) 387-0049.

Foto – https://mma.prnewswire.com/media/925413/Ferrari_hydroplane.jpg

Vídeo – https://mma.prnewswire.com/media/925414/Ferrari_powered_hydroplane.mp4

PDF – https://mma.prnewswire.com/media/925415/Ferrari_Boat_Press_Photos.pdf

FONTE Milton Verret