10 tendências de varejo para 2020

CAMPINAS, Brasil, 11 de outubro de 2019 /PRNewswire/ — Com um novo ano, surgem novas tendências no mundo do comércio eletrônico. De tecnologias inovadoras a novos canais de vendas, aqui estão 7 das principais tendências de varejo para acompanhar em 2020:

10 tendências de varejo para 2020

1. Compras com RA

O futuro é agora: realidade aumentada (RA), aprendizado de máquina e inteligência artificial (IA) estão aqui para ficar. Os varejistas estão aproveitando a tecnologia para preencher a lacuna entre o digital e o físico.

2. Personalização do produto

Os produtos únicos são um símbolo clássico do luxo: ter algo que mais ninguém no mundo tem.

As lojas de comércio eletrônico estão oferecendo opções para personalizar sua compra, de monogramas e bordados a esquemas de cores exclusivos.

A personalização permite que compradores adquiram um produto adaptado especificamente às suas necessidades e estilo.

3. Pesquisa visual

Outra tendência de varejo movida a IA, a pesquisa visual permite que os compradores encontrem um produto apenas tirando uma foto. A IA trabalha sua mágica para identificar o produto (ou similares) em vários sites com apenas um clique.

O recurso Lens do Pinterest , por exemplo, usa a tecnologia AI e a câmera no aplicativo Pinterest para procurar pins visualmente semelhantes.

4. Experiências Omnichannel

A ascensão do omnichannel certamente continuará em 2020, então os varejistas precisam oferecer uma experiência de compra consistente em todos os canais, tanto online quanto offline.

À medida que as linhas entre as experiências de compra digital e física se aproximam, os varejistas precisam ter agilidade e responder às necessidades dos clientes com pontos de contato de marca em todas as partes da jornada de compra“, nos conta Marília Tannuri Verni, CEO há 11 anos do e-commerce de moda e sapato infantil Petit Papillon Bebê & Criança.

5. Entrega no mesmo dia

No que diz respeito às compras on-line, parece que as expectativas dos clientes quanto ao tempo de envio estão cada vez mais rápidas. Primeiro veio a entrega em 2 dias, depois no dia seguinte. Mas, na era da gratificação instantânea, os compradores desejam seus pedidos o mais rápido possível.

Desde o Prime Air, da Amazon, que usa a tecnologia drone para entregar pedidos dos compradores em 30 minutos ou menos, até o surgimento de startups de robôs de entrega, a entrega está ficando cada vez mais rápida.

6. Compras sociais

O comércio eletrônico e as mídias sociais estão se entrelaçando. As postagens e as histórias do Instagram que podem ser compradas em lojas decolaram nesse ano.

Sabemos que os consumidores são fortemente influenciados pelo que veem nas mídias sociais; poder comprar diretamente em sua plataforma social de escolha é o próximo passo lógico no comércio omnichannel.

7. Marcas éticas e baseadas em valores

Os compradores estão avaliando cada vez mais produtos e marcas com base na ética e nos valores de uma empresa. Os consumidores estão se tornando cada vez mais conscientes.

Oferecer transparência genuína e se posicionar sobre questões éticas, quando bem feito, pode criar lealdade e confiança duradouras.

Foto: https://mma.prnewswire.com/media/1009793/vendas_online.jpg

FONTE Petit Papillon Bebê & Criança