Reestruturação da AMR pode beneficiar Embraer

A AMR anunciou no final de novembro que recorreu ao chamado Chapter 11 para evitar a falência

São José dos Campos  – A reestruturação da AMR Corporation, que controla a American Airlines e a American Eagle, pode beneficiar a Embraer. A opinião é do vice-presidente de aviação comercial da empresa, Paulo Cesar Souza e Silva. “Na renegociação que será feita com os trabalhadores, especialmente os pilotos, para reduzir custos, a AMR deve fechar acordos para usar aviões regionais maiores, o que deve gerar oportunidades para os modelos Embraer 175 e 195, por exemplo”, afirmou.

A AMR anunciou no final de novembro que recorreu ao chamado Chapter 11 para evitar a falência. Silva acredita que uma das ações da empresa será trocar sua frota de aviões Embraer dos modelos 135 e 145 por outros maiores, como os 175 e 195, para melhorar seu desempenho. Atualmente a AMR mantém em sua frota 216 aviões da Embraer, a maioria em uso pela American Eagle.

O executivo disse que a Embraer está disposta a ajudar a AMR, se necessário, a recolocar esses aviões no mercado, se decidir renovar sua frota. “Podemos procurar interessados em usar esses aviões em voos charter, por exemplo”, afirmou.

A Embraer realizou hoje em sua sede, em São José dos Campos (SP), uma cerimônia para celebrar a entrega de um avião Legacy 650 para o ator Jackie Chan, que também é o novo garoto-propaganda da empresa no mercado internacional de jatos executivos.