Rede de TV de Oprah Winfrey demite presidente-executiva

Christina Norman perdeu o cargo por não apresentar os resultados esperados

São Paulo – Há menos de seis meses no ar, o canal de TV a cabo Oprah Winfrey Network já está se reestruturando. O primeiro passo foi a demissão da presidente-executiva Christina Norman, no cargo desde outubro do ano passado. Ela foi substituída interinamente por Peter Liguori, executivo chefe de operações da Discovery Communications, também dona do canal junto com a apresentadora americana Oprah. Liguori vai ficar na posição até o final deste ano.

A saída de Christina, segundo a imprensa internacional, ocorreu devido aos resultados abaixo do esperado nos primeiros meses de vida do canal. O OWN substituiu o Discovery Health na programação, mas, desde o dia primeiro de janeiro, quando foi inaugurado, não conseguiu superar seu antecessor.

Em uma entrevista à revista americana Fast Company, na semana passada, Christina contou que, antes de se tornar CEO da rede, seu primeiro contato com Oprah não foi dos melhores. Na primeira entrevista para o trabalho, a apresentadora precisou desmarcar o encontro porque seu cachorro havia morrido.

Na segunda oportunidade, Christina foi tão mal que Oprah disse que a energia da candidata era baixa e perguntou se ela se precisava de hormônios. Depois do fracasso e de sentir que aquele emprego não daria certo, a executiva se arrependeu e tentou novamente a vaga. Meses depois, se tornou presidente da empresa, mas por pouco tempo.

A partir de agora, sem Christina Norman, Oprah afirma que pretende participar mais da rede de TV que leva seu nome e, em janeiro de 2012, promete levar ao ar seu próximo programa, o Oprah’s Next Chapter (Próximo Capítulo de Oprah, em tradução livre).