Rajat Gupta

Diretor-gerente mundial da McKinsey & Company, de Boston

Como filosofia de liderança, o karma yoga do hinduísmo teve um impacto profundo sobre mim. No Bhagavad Gita, que é uma forma de pensar a vida, há um versículo em sânscrito que me traz constantemente à memória a estrutura da liderança. Traduzido, diz o seguinte: “Tens direito apenas ao trabalho, e não aos seus resultados”. Para mim, isso significa que não devemos somente fazer o que é certo, devemos fazê-lo também pelos motivos certos. É preciso dar sempre o melhor de si mesmo. Foi meu pai quem primeiro me passou esse conceito. Ele jamais se preocupou com os resultados, mas procurou sempre fazer a coisa certa. Se eu ficava decepcionado com alguma coisa, ele me perguntava: “Você fez o melhor que pôde?”

Marvin Bower, um dos fundadores da McKinsey, tinha a mesma filosofia. Marvin sempre acreditou que se suas ações fossem consistentes com os valores da empresa os resultados financeiros se manifestariam com o tempo.