Raízen inaugura fábrica de envase de Arla 32 no Paraná

A planta da Raízen tem capacidade de envase mensal de 1 milhão de litros

São Paulo – A Raízen, joint venture entre a Shell e a Cosan, inaugura, na próxima terça-feira, em Araucária (PR), sua primeira fábrica para envase do Shell Evolux Arla 32, aditivo utilizado no catalisador dos motores a diesel fabricados a partir de 2012. A função do Arla 32 é contribuir para que os veículos que usam o diesel com baixo teor de enxofre, o S-50, reduzam em até 80% a emissão de materiais particulados na atmosfera.

Segundo Leonardo Piuzana Alvares, gerente de Projetos de Infraestrutura da Raízen, a empresa investiu R$ 2 milhões para construção da planta, que fica ao lado da fábrica da Fosfértil, da Vale Fertilizantes, que produz o Arla para a Raízen. O produto envasado em Araucária atenderá os mercados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

A planta da Raízen tem capacidade de envase mensal de 1 milhão de litros. “O mercado ainda não está desenvolvido o suficiente para justificar esta capacidade ainda”, disse o executivo. A utilização do Arla foi introduzida em janeiro de 2012 juntamente com o diesel de baixo teor de enxofre, o S-50 (50 partes por milhão de enxofre). Porém, a expectativa é de que sua utilização deva crescer rapidamente. A Raízen projeta um mercado potencial de 2 bilhões de litros até 2010, com a empresa detendo uma fatia do mercado de 100 milhões por ano em 5 anos, o que deve gerar uma receita de cerca de R$ 250 milhões.


A aplicação do Arla 32 nos caminhões e ônibus tem como objetivo reduzir a emissão do óxido e dióxido de nitrogênio, gases tóxicos provenientes da queima do diesel, atendendo ao Programa de Controle de Emissões Veiculares (Proconve 7), instituído pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), equivalente ao Euro 5, que já vigora na Europa e em outros países.

Atualmente, o consumo se concentra em São Paulo e em Minas Gerais. “O consumo de São Paulo já é atendido pela fábrica de Araucária. Para Minas Gerais, estamos analisando investimentos em outra planta de envase. Por enquanto, utilizamos o serviço de terceiros”, disse Alvares. Segundo o executivo, estima-se que para cada 100 litros de diesel S-50 serão necessários cinco litros de Arla. “O Arla não é misturado ao diesel mas colocado no catalisador do veículo”, explica.

O Arla está sendo vendido em embalagens de 10, 20, 200 e 1.000 litros na rede de postos Shell. A expectativa é de que, em breve, pequenos caminhões vendam o aditivo a granel para clientes que possuem boa demanda pelo produto, como concessionárias e transportadoras. Além da Arla 32, a Raízen também comercializará o diesel S-50, produto que batizou de Shell Evolux Diesel, em cerca de 300 postos da sua rede localizados nas principais estradas do Brasil. O diesel S-50 oferece uma economia de 5% a 7% em relação ao S-500, com a utilização do Shell Evolux Arla proporcionando uma economia extra de mais 3%.