Quarta maior montadora chinesa desiste do Brasil por causa do IPI

Importadora CN Auto, que comandava as negociações, afirma que os preços estariam impraticáveis para o mercado brasileiro

São Paulo – O aumento de 30 pontos percentuais do IPI de carros importados já começa a afastar empresas que gostariam de chegar ao mercado brasileiro. A quarta maior fabricante chinesa, a Great Wall, não virá mais ao Brasil. “O aumento do imposto inviabilizou temporariamente as negociações”, disse a EXAME.com Ricardo Strunz, diretor-geral da importadora CN Auto, que comandava as negociações. A Great Wall há anos tem o interesse de ingressar no mercado brasileiro, principalmente agora com a grande aceitação de outras chinesas como Chery e JAC.

A CN Auto também é a importadora oficial das minivans Topic, da Jinbei, e Towner, da Hafei Motor. Além de naufragar as negociações com a Great Wall, o aumento do IPI também impactará a empresa. Se antes ela pensava em apresentar quatro novos modelos na Fenatran (maior feira do setor, que acontece em outubro, na capital paulista), agora a CN Auto só apresentará os dois modelos ano 2012.

Até agosto, os resultados da importadora eram robustos. Crescimento de 31% nas vendas da Towner e 281% da Topic, lançada apenas no final do ano passado. Os principais clientes são os frotistas de transporte complementar público, mais comuns fora de São Paulo, vans escolares e ambulâncias. Agora, a empresa vai amargar um fim de ano ruim. “Com o aumento do imposto, as vendas vão cair”, lamenta Ricardo. “Estamos analisando o que podemos fazer para evitar danos maiores.”