PSA espera que Opel e Vauxhall voltem a ser rentáveis em 2020

O grupo francês espera que as marcas alcancem uma margem operacional de 2% em 2020 e de 6% em 2026

O grupo francês PSA anunciou nesta segunda-feira um acordo com a General Motors (GM) para comprar sua filial europeia de automóveis, proprietária da Opel e da Vauxhall, por 1,3 bilhão de euros, o que criará a segunda maior montadora europeia.

Além da compra das duas marcas, a PSA também vai adquirir, junto ao banco francês BNP Paribas, a filial financeira europeia da GM por 900 milhões de euros, informa um comunicado.

A PSA, que comercializa as marcas Peugeot, Citroën e DS e deseja que a Opel e a Vauxhall voltem a ser rentáveis em 2020, registrou em 2016 um lucro de 2,15 bilhões de euros.

“Aproveitando o acordo frutífero alcançado com a GM, a PSA espera que a Opel/Vauxhall alcance uma margem operacional de 2% em 2020 e de 6% em 2026”, indica o comunicado.

A compra inclui seis fábricas e cinco unidades de produção de componentes, onde trabalham quase 40.000 pessoas.

A divisão europeia da GM acumula perdas de 15 bilhões de dólares nos últimos 16 anos (257 milhões apenas em 2016).

A PSA também garantiu que pretende manter os planos de previdência dos funcionários do grupo, com exceção de alguns casos na Alemanha.