Programa agora distribui pontos para quem atinge metas

A Dotz resolveu mudar um pouco a estratégia e passou a oferecer diretamente pontos em programa de fidelidade para funcionários que batem metas

São Paulo – A Dotz, empresa de programa de fidelidade, está deixando de atuar apenas nesse segmento e avançando para a área que batizou de “incentivo”.

Após conceder Dotz (pontos que podem ser trocados por mercadorias em redes de varejo) aos seus funcionários que atingiam metas, a companhia passou a distribuir Dotz para trabalhadores de outras empresas.

Até agora, a ideia era simples e o projeto incipiente: a Dotz vendia pontos a empresas terceiras, que, por sua vez, os distribuíam a seus empregados da forma que achassem melhor.

Para acelerar o projeto, a companhia criou uma plataforma eletrônica que facilita a transação de Dotz a funcionários de terceiros e criou uma unidade de negócios específica para a área.

“Desde 2009, fazemos campanha de incentivo (a trabalhadores). Inicialmente, nós éramos o cliente. Depois, passamos a fazer para nossos parceiros (varejistas que dão e recebem Dotz) e, agora, abrimos ao mercado”, diz o vice-presidente da empresa, Fabio Santoro.

A rede hoteleira Atlantica, a segunda maior do País, é uma das companhias que utilizam os Dotz como forma de incentivo.

Além de receberem os pontos quando atingem metas de venda, os funcionários também acumulam Dotz quando fazem cursos de capacitação que não são obrigatórios.

Dos 5 mil empregados da rede, 2,6 mil ganharam pontos no ano passado por fazerem um treinamento. “É um complemento (aos incentivos financeiros, como bônus)”, explica Gustavo Minatel, gerente sênior de marketing da Atlântica.

A construtora MRV também adotou o prog rama. Para o diretor comercial e de marketing da companhia, Rodrigo Resende, os Dotz são um incentivo de médio prazo, já que os funcionários também recebem comissões.

De acordo com Roberto Chade, presidente da Dotz, a plataforma de incentivos é uma das ferramentas que a empresa adotará neste ano para tentar crescer 20% – em 2015, a alta no faturamento foi de 13%.

A Dotz projeta que a nova unidade de negócios será responsável por gerar cerca de R$ 100 milhões em 2019, o que deverá corresponder a 15% da receita total.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.