Produção de aço bruto da Usiminas recua 18,6%

Produção de aço bruto somou 1,837 milhão de toneladas no terceiro trimestre de 2012

São Paulo – A produção de aço bruto da Usiminas nas usinas de Ipatinga (MG) e Cubatão (SP) somou 1,837 milhão de toneladas no terceiro trimestre de 2012, com recuo de 18,6% em relação ao registrado em igual intervalo de 2011, segundo informações do balanço financeiro da empresa. Na comparação ao verificado no trimestre imediatamente anterior, a produção ficou estável (-0,4%).

Já a produção de laminados foi de 1,7 milhão de toneladas, com queda de 7,2% quando comparada ao segundo trimestre do ano.

As vendas físicas entre julho e setembro totalizaram 1,749 milhão de toneladas, recuo de 24,4% ante o mesmo período do ano passado e de 7,4% em relação ao segundo trimestre do ano.

Conforme a empresa, 72,2% do volume vendido no terceiro trimestre foi destinado ao mercado interno e 27,8% ao exterior. A Colômbia foi o principal destino no mercado externo, respondendo por 17% dos produtos exportados, seguida pelos Estados Unidos, com 12%, e México, com 10%.

A empresa detalha que o segmento de siderurgia encerrou o terceiro trimestre com receita líquida de R$ 3,0 bilhões, 4,6% inferior ao segundo trimestre, principalmente devido ao menor volume de vendas parcialmente compensado por preços melhores nos mercados interno e externo, bem como pelo melhor mix de produtos.

“Com o objetivo de crescimento de volume de vendas e diluição do custo fixo, além da continuidade do plano de redução de capital de giro, os volumes de exportação continuaram em patamar elevado, representando 28% do volume vendido”, destaca a empresa.

Despesas

As despesas operacionais totalizaram R$ 186,6 milhões, ante R$ 43,2 milhões apuradas no segundo trimestre de 2012, impactadas principalmente pelos efeitos extraordinários de provisão do contrato de transporte com MRS no valor de R$ 31,2 milhões e provisões de contingências com processos de aquisições de participações societárias no valor de R$ 30,9 milhões.