Presidente da Ford na América do Norte renuncia

O executivos deixou a companhia após ser acusado de "comportamento inadequado"

Washington – O presidente da Ford para a América do Norte, um dos principais diretores do grupo automobilístico, Raj Nair, deixou a companhia após ser acusado de “comportamento inadequado”, informou nesta quarta-feira a própria fabricante de veículos.

A saída de Nair acontece depois que a Ford iniciou uma investigação após receber uma denúncia anônima.

O presidente da Ford, Jim Hackett, afirmou em comunicado que essa decisão foi tomada “após uma investigação completa e consideração cuidadosa”.

Hackett acrescentou que a “Ford está profundamente comprometida a proporcionar e cultivar uma cultura de segurança e respeito” e que espera que os seus diretores “sustentem totalmente estes valores”.

A investigação realizada pela Ford determinou que “certo comportamento de Nair foi inconsistente com o código de conduta da companhia”.

Em comunicado, Nair, que foi nomeado presidente da Ford para a América do Norte em 1º de junho de 2017, disse lamentar “sinceramente” os momentos nos quais não “mostrou a liderança consistente com os princípios da companhia” e que sempre defendeu.

Nair, de 53 anos, começou a trabalhar na Ford em 1987 como engenheiro.

No ano passado, o jornal “The New York Times” publicou uma série de artigos que denunciava a existência de uma cultura de assédio sexual contra mulheres na Ford em várias unidades de montagem em Chicago.