Presidente da Ambev deixará cargo para “buscar projetos pessoais”

Em comunicado ao mercado, a Ambev afirma que o posto será ocupado pelo atual diretor de vendas e marketing, Jean Jereissati Neto

São Paulo — A Ambev anunciou nesta segunda-feira (18), que o presidente-executivo da companhia, Bernardo Paiva, decidiu deixar a maior cervejaria da América Latina para buscar projetos pessoais.

Em comunicado ao mercado, a Ambev afirma que o posto será ocupado pelo atual diretor de vendas e marketing, Jean Jereissati Neto, que acumulará a função, a partir de 1 de janeiro de 2020.

Benardo Paiva, engenheiro, está na Ambev há 28 anos. Ele começou a trabalhar na cervejaria em 1991 como gerente trainee e ao longo da carreira ocupou diversos cargos de liderança nas áreas de vendas, suprimentos, distribuição e finanças. Formou-se em engenharia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e possui MBA Executivo da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Jereissati Neto é administrador formado pela Fundação Getúlio Vargas e ingressou na Ambev em 2000. Ele já ocupou funções de diretor geral para América Central e Caribe e diretor geral da Ásia e Pacífico Norte na Anheuser-Busch InBev, controladora da Ambev.

Em sua última conferência com analistas, em outubro, Paiva destacou a força do portfólio da companhia no mercado premium. “O jogo no mercado premium é de portfólio”, afirmou.

Paiva fazia referência à variedade de marcas da Ambev para este segmento, composto por cervejas de alto volume mas em geral puro malte, que permitem a preços maiores para o consumidor. Ele citou nominalmente cinco marcas como as mais promissoras da companhia para o Brasil: Beck`s, Bud, Colorado Lager, Corona e Stella Artois.

Segundo ele, a Bud vai seguir como uma “porta de entrada” para este segmento, e Corona, Beck’s e Colorado Lager são as cervejas com maior crescimento da companhia. “Nosso segmento premium segue crescendo dois dígitos”.