Prejuízo do banco RBS sobe no trimestre

A receita do banco diminuiu para 7,13 bilhões de libras

Londres – O Royal Bank of Scotland (RBS) teve prejuízo líquido de 1,52 bilhão de libras (US$ 2,45 bilhões) no primeiro trimestre deste ano, maior do que o prejuízo de 528 milhões de libras registrado no mesmo período do ano passado. A receita do banco diminuiu para 7,13 bilhões de libras, de 8,11 bilhões de libras, na mesma comparação.

O resultado ruim dos três primeiros meses deste ano foi em boa parte provocado por uma despesa contábil, já que houve um aumento no valor da dívida em circulação do banco para 2,46 bilhões de libras, o que teoricamente torna mais difícil uma recompra. Excluindo esse fator, o lucro antes de impostos do RBS totalizou 1,05 bilhão de libras no trimestre, com ajuda do desempenho das operações de banco de varejo.

Apesar do prejuízo líquido, o RBS afirmou estar satisfeito com seus esforços até agora para reduzir seu balanço patrimonial e os riscos diante de um ambiente econômico ainda incerto. Como parte desses esforços o RBS confirmou que vai começar a pagar dividendos sobre algumas ações preferenciais e acabar de reembolsar mais de 100 bilhões de libras em empréstimos emergenciais feitos com dinheiro dos contribuintes que recebeu durante o auge da crise financeira global. Para isso o RBS vai emitir ações.

Analistas saudaram a velocidade da reestruturação do banco. “Existem melhoras notáveis no desempenho de várias divisões e nas medidas do balanço patrimonial”, comentou Ian Gordon, do Investec, em nota a clientes.

O RBS é o mais recente banco britânico a aumentar o volume de recursos que separa para compensar os consumidores que foram enganados com a compra de seguros para proteção. A empresa separou 125 milhões de libras extras para indenizações, elevando o total para 1,2 bilhão de libras. As informações são da Dow Jones.