Posco fica perto de comprar Daewoo International por US$3 bi

Seul – O grupo sul-coreano Posco, quarto maior produtor de aço do mundo, deu mais um passo para a compra da Daewoo International por 3 bilhões de dólares, na maior aquisição feita até agora pela companhia que busca assegurar fontes de matérias-primas e expandir suas vendas no exterior.

A compra da Daewoo dará à Posco, que depende quase inteiramente de carvão e minério de ferro importado para operar, ativos com grande volume de recursos, como um projeto de gás em Myanmar, um de níquel em Madagascar e de carvão na Austrália.

Mas a empresa está oferecendo um ágio maior que o esperado em um momento volátil do mercado e pode enfrentar dificuldades para encontrar as sinergias que planeja obter com a operação.

“Eu não vejo sinergias atraentes entre as duas empresas”, disse Kim Kang-oh, analista da Prudential Investment & Securities. “Eu esperava que a Posco se dedicasse mais à siderurgia e buscasse uma empresa relacionada a isso, talvez uma companhia de minério de ferro ou carvão.”

Kim também citou que a oferta de 3,4 trilhões de wons da Posco está mais de 40 por cento acima do atual valor da Daewoo e bem acima do ágio de 30 por cento que o mercado previa.

O Comitê de Fundos Públicos da Coreia do Sul afirmou que a Posco foi escolhida como compradora preferencial de uma participação de 68 por cento na Daewoo, a maior empresa de trading do país. Uma fonte afirmou à Reuters que a oferta da Posco é de pouco mais de 3,4 trilhões de wons, enquanto a proposta rival feita pelo Lotte Group foi de 3,3 trilhões.

Grupos siderúrgicos chineses têm sido mais rápidos em obter participações em produtoras de minério de ferro australianas para reduzir a dependência de grandes mineradoras como a Rio Tinto e a BHP Billiton.

O porta-voz da Posco, Choi Doo-jin, afirmou que a siderúrgica financiará um acordo inteiramente com recursos próprios.

“Faremos da Daewoo International uma das maiores empresas de trading do mundo”, disse Choi, acrescentando que a Posco está mirando em vendas anuais de 20 trilhões de wons na Daewoo International até 2018.

A Posco espera selar um acordo até setembro, mas a empresa não confirmou o valor de sua oferta.

A Posco afirma que a empresa é sua principal prioridade de aquisição e que um acordo ajudará a companhia a ampliar exportações, principalmente a mercados emergentes. A Daewoo despacha os produtos siderúrgicos da Posco e comercializa minério de ferro e metais de base.