Posco assina memorando com Vale para participar de siderúrgica em Pecém

Sul-coreanos terão 20% de fatia no projeto, cujo investimento totaliza US$ 4 bilhões

São Paulo – A Posco, maior siderúrgica da Coreia do Sul, formalizou sua entrada no projeto da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), no Ceará. A planta está sendo construída pela Vale e pela também sul-coreana Dongkuk. Na nova estrutura, a Vale deterá 50% do projeto, a Dongkuk, 30%, e a Posco, 20%.

Os investimentos previstos para a CSP somam 4 bilhões de dólares. De acordo com comunicado da Vale, restam agora a negociação e a assinatura do acordo de acionistas. A previsão é de que essas etapas sejam concluídas no início de 2011.

O memorando de entendimentos assinado nesta quinta-feira (4/11) é o primeiro passo para formalizar a entrada da Posco no projeto. A intenção da siderúrgica de participar da CSP já havia sido divulgada em julho.

A CSP será um siderúrgica integrada com capacidade de produção de 3 milhões de toneladas de placas de aço. Na segunda fase, poderá produzir até 6 milhões de toneladas. As obras foram iniciadas em dezembro do ano passado, e a expectativa é de que a siderúrgica entre em operação em 2014.

Somados, todos os projetos siderúrgicos dos quais a Vale participa demandam um investimento de 21 bilhões de dólares. As unidades vão adicionar 18,5 milhões de toneladas anuais à produção brasileira. No ano passado, o país gerou 42,1 milhões de toneladas de aço bruto, de acordo com o Instituto Aço Brasil.