Porta-voz do Subway é preso por pornografia infantil nos EUA

Mais de 500 vídeos foram encontrados na casa do executivo na manhã de hoje, segundo jornais estrangeiros

São Paulo – Na manhã de hoje, agentes federais e estaduais invadiram a casa do porta-voz do Subway, Jared Fogle, em Zionsville, Indiana, nos Estados Unidos.

Eles tinham um mandado de busca concedido como parte de uma investigação em curso de pornografia infantil, que envolvia a Fundação Jared, um centro de caridade que pertencia ao empresário.

Por meio dele, Fogle ensinava as crianças a ter uma alimentação saudável.

O motivo da invasão foi confirmado por um agente do FBI a um jornal local, mas ainda não foi divulgado oficialmente.

De acordo com o site FOX59, mais de 500 vídeos de pornografia infantil foram encontrados na casa de Fogle que, há 15 anos, era o porta-voz da rede de sanduíches americana.

Além de prestígio, com o cargo ele conseguiu reunir um patrimônio de 15 milhões de dólares, desde então.

Em abril, o diretor da fundação, Russell Taylor, foi preso por envolvimento em um esquema de pornografia infantil. Ainda não foi confirmado se há ligação direta entre as duas prisões.

O caso está sendo coberto de perto pela rede de televisão local WTHR.

Agora de tarde, o Subway divulgou um comunicado sobre o caso:

“Estamos chocados com a notícia e acreditamos que ela está relacionada a uma investigação prévia de um ex-funcionário da Fundação Jared”, afirmou a companhia.

“Estamos muito preocupados e vamos acompanhar de perto a situação. Nós não temos mais detalhes para dar neste momento”.