Philips vende atividades de iluminação por US$ 2,8 bilhões

Grupo holandês espera receber 2,8 bilhões de dólares e um pagamento condicional de outros 100 milhões de dólares

Haia – A gigante da eletrônica Philips anunciou nesta terça-feira a venda de suas atividades de iluminação a um grupo de investidores, em mais uma etapa para intensificar sua especialização na tecnologia médica.

“A Philips assinou um acordo com o consórcio liderado pela GO Scale Capital, que vai comprar 80,1% das ações da Philips na atividade de iluminação”, afirma a empresa em um comunicado.

O grupo holandês espera receber 2,8 bilhões de dólares e um pagamento condicional de outros 100 milhões de dólares.

Em setembro do ano passado, a Philips anunciou a intenção de dividir-se em duas empresas distintas.

De um lado as lâmpadas de LED e faróis de automóvel e do outro o setor de saúde e objetos de cuidado pessoal e do lar.

Após a operação, a nova empresa continuará com o nome de Lumileds e será dirigida por Pierre-Yves Lesaicherre.

“A Philips continuará sendo um importante cliente da Lumileds”, acrescentou o grupo, que conservará 19,9% das ações.

A Philips, que tem 112.000 funcionários, se dedicou durante muitos anos à fabricação de aparelhos de televisão e produtos eletrodomésticos, mas há uma década investe especialmente na produção de equipamento médico de alta tecnologia, como aparelhos de ressonância magnética.

A empresa também investe nos produtos de cuidado pessoal, um mercado com alta margem de lucro, pouco exposto à concorrência das economias emergentes.