PG&E vai propor plano de reestruturação de US$31 bi, diz Bloomberg

Proposta da empresa de energia norte-americana incluirá fundos para cobrir reivindicações de vítimas de incêndios passados e futuros

A empresa de energia PG&E vai propor um plano de reestruturação de dívida de 31 bilhões de dólares que incluirá dois fundos com um total de 34 bilhões para cobrir as reivindicações de vítimas de incêndios passados e futuros, publicou a Bloomberg nesta sexta-feira (21).

Perguntada sobre o plano, um porta-voz da PG&E disse: “Estamos olhando para todas as opções quando se trata de trabalhar com o governador e os legisladores e empenhados em resolver reivindicações de vítimas de incêndios de forma justa e rápida.”

Na terça-feira, a PG&E disse que, como parte de sua reorganização, pagará 1 bilhão de dólares para mais de uma dúzia de governos locais na Califórnia afetados por incêndios florestais nos últimos anos.

 

Segundo a matéria da Bloomberg, haverá dois fundos, um de 14 bilhões de dólares para cobrir indenizações de incêndios passados e outro de 20 bilhões de dólares para cobrir as reivindicações futuras, segundo o plano que deve ser formalmente apresentado em agosto.

A PG&E buscou a proteção do capítulo 11 da lei de falência dos EUA em janeiro, após ter enfrentado um passivo de mais de 30 bilhões de dólares, na esteira do ‘Camp Fire’, o mais violento e destrutivo incêndio florestal da Califórnia nos últimos tempos.

O incêndio matou mais de 85 pessoas, destruiu mais de 14.600 casas, casas móveis e outras unidades habitacionais, segundo o Departamento de Finanças da Califórnia.