Peugeot quer fortalecer aliança com GM na América do Sul

A montadora francesa quer tirar proveito da força da parceira GM na América do Sul para reduzir sua dependência da Europa

Paris – A montadora francesa PSA Peugeot Citroën quer tirar proveito da força da parceira General Motors na América do Sul para reduzir sua dependência da Europa, disse o vice-presidente de marca da companhia, Maxime Picat, ao Financial Times.

O executivo descartou trabalhar com a GM no mercado indiano, onde a montadora norte-americana tem duas fábricas, informou o jornal nesta quarta quarta-feira.

“Decidimos nos concentrar na China … América do Sul e Rússia”, afirmou Picat ao Financial Times. “Estes são claramente os nossos principais alvos fora da Europa.” Picat disse haver uma boa oportunidade para unir forças com a GM em mercados altamente competitivos da América do Sul, onde a parceira já teria “boa escala”.

A GM detém uma participação de 7 por cento na PSA como parte de uma aliança divulgada no ano passado.