Petroleiros programam greve na Petrobras para segunda-feira, diz FUP

A Federação Única dos Petroleiros alega que a estatal está descumprindo termos do Acordo Coletivo de Trabalho assinado em 4 de novembro

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) anunciou nesta sexta-feira que a categoria entrará em greve de cinco dias na próxima segunda-feira, alegando que a Petrobras está descumprindo termos do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) assinado em 4 de novembro.

Segundo comunicado da FUP, a greve terá início no primeiro minuto do dia 25 e vai se estender até o final de 29 de novembro. A paralisação foi aprovada em assembleias realizadas ao longo das últimas semanas.

Para a FUP, o programa de venda de ativos da atual gestão da empresa está afetando a categoria.

“O objetivo é denunciar o aumento dos riscos de acidentes em função da redução drástica dos quadros de trabalhadores e das violações de normas de saúde, segurança e meio ambiente”, disse a federação em nota.

A FUP afirma que a Petrobras viola o ACT com “planos de demissões e transferências em massa sem qualquer negociação com os sindicatos”.

De acordo com a FUP, a greve por tempo determinado não comprometerá as necessidades essenciais da população, “pois não afetará o abastecimento de combustíveis”.

A Petrobras não respondeu de imediato a um pedido por comentários.